Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Desnudamentos

Imagem
Não somos mais crianças em que desvendar o sexo do outro era a maior descoberta do mundo. Ou simplesmente uma aventura inocente.
Meu corpo não carrega mais vestígios de infância.
Tenho seios.
E meu ventre pode gerar.
Ainda assim queres apenas me desvendar,
numa espécie de nudez pura e absoluta.



Meu bem, só você para querer algo assim. Não sou irmã da malícia ou do pudor, mas não sou aquela menina da fazenda que corria o campo cabelo contra o vento achando que nunca iria crescer... Queres apenas me descobrir... Tolo. Nem eu mesma pretendo isso. Ousadia tua? Para mim não passa de uma tolice mais uma de tuas distrações.



Não quero ser desvendada,
quiçá descoberta.
Quero ser vista,
quero ser notada pelo que sou.
Pela mulher que me tornei,
sem meros artifícios...
sem meros fetiches...
Me assuma!
Ou me encare como se eu fosse uma simples delinquência de verão.
Ou me aceite como se eu fosse apenas uma distorção da tua realidade.


KC














Álibi

Imagem
E ali em frente à tela do computador tomando seu leite quente com biscoitos, queria poder fazer alguma coisa mais útil. Balançava o pé indiferente àquilo que via. Só doía quando olhava no espelho. Soube finalmente que já não se importava mais e suspirou. Do que se ocuparia agora? Era especialista em inventar novas dores... novas quimeras... O que fotos podiam falar? Derramou o leite no teclado... Levantou-se e foi limpar a bagunça... Agora tinha motivo para justificar suas delinquências...  Teria que comprar um novo teclado para o computador, mas no fundo preferia poder comprar um novo coração.

KC

Às dores fantasmagóricas...

Imagem
"Há um lado que pesa e outro que flutua", ouvi isso hoje... E há vários lados sem aparadores. Busco acabar com alguns fantasmas em minha vida. Sombras de um passado que querem se fazer presentes. Eu sei o que devo fazer, mas não o faço. Você não é ninguém para me julgar, tampouco deveria questionar minhas penas.

Eu cuido das feridas que doem aqui dentro. Das marcas que não se apagam e nem desaparecem... Cicatrizam para deixar ainda mais evidente que aquilo aconteceu. Que aquilo de certa forma vive e reclama ser lembrado.

Há também várias possibilidades de o ser humano se tornar melhor, mas no fundo, não acredito nisso. Só acredito - no momento - que eu sou um elemento em construção e desconstrução. Estou cheia de imperfeições. E não encontro saídas para me desvencilhar de minhas próprias armadilhas. Me enveredo por caminhos sem volta quando deveria me ocupar do meu bem estar. Mas quem se importa?

Você?

Eu estou vagando por aqui. "Amanhã ou depois tudo se resolve", …

O Tempo e a Rosa

Imagem
O tempo nos é muito importante e o que fazemos com ele define nossas prioridades aqui na Terra.

Ler as escrituras requer sacrifício de tempo. E para mim isso é uma das coisas mais difíceis de fazer. Mas me esforço o máximo que posso para não deixar que o tempo me consuma ao invés de eu mesma usufruir dele.

Tempo, somos reféns dele. Se desejamos fazer algo esperando que nos sobre aquele tempinho, ledo engano. Não sobra tempo algum, porque somos nós que fazemos o nosso tempo. Somos nós que escolhemos o que fazer do nosso tempo. E se ele nos parece pouco devemos repensar que uso estamos fazendo dele.

Um rapaz cultivava uma rosa. Todo o seu tempo e atenção eram dela. Mas um dia, o rapaz começou a ficar bastante atarefado. No início, todo tempo que encontrava dedicava à rosa. Pois ela sempre estava ali, ao seu lado para tornar o seu dia e a sua vida melhor. E por causa disso se esforçava para cuidar dela.

Entretanto, as coisas que fazia lhe consumiam cada vez mais e o seu cansaço era evid…

Lábios

Imagem
Aqueles lábios, meu bem, nunca serão como os teus. Posso perambular, vagar por bares, por ruas e nenhuma boca será a mesma. Nenhuma boca será a tua. Nenhum beijo que eu prove (ou que tenha provado) depois do teu assemelha-se ao desejo ardente que eu sinto quando te beijo ao penetrar-lhe a alma usando apenas a minha língua.

Kauana Costa 03/01/2012